Setembro 2018 | Para Lá da Kapa

DESTAQUES DA SEMANA

sábado, 29 de setembro de 2018

A Turma da Noite | Crítica à comédia


Título: A Turma da Noite (Night School)
Realizador: Malcolm D. Lee
Estreia: 27 de setembro de 2018
Idade que Recomendamos: +12 (humor maduro)
Género: Humor, Drama e Ação
Duração: 111 minutos

"Turma da Noite" é uma comédia de humor americano e, sejamos práticos, idiota. Isto não é sinónimo de fracasso, mas antes de gargalhadas. Tens vontade de rir?


Tinha alguma expectativa para este filme. Não só o trailer agradou, como o elenco é amplamente conhecido pelo seu humor. Numa primeira análise, "A Turma da Noite" satiriza alguns dos maiores estereótipos da sociedade. A dúvida estava se o faria com caráter, ou com aborrecimento sepulcral (como a comédia "O Espião Que Me Tramou").

Apesar de algumas cenas demasiado fingidas (principalmente durante os primeiros 5 minutos de filme), congratulo o elenco e os guionistas por conseguirem fazer um conjunto de personagens singulares.
Os atores, especialmente Kevin HartTiffany HaddishMary Lynn Rajskub, e Rob Riggle, compuseram uma comédia para quase todos os gostos. Muitos dos momentos de humor são maduros, embora haja ação suficiente para animar os mais pequenos.


Os adereços também contribuem para a comicidade. Como uma fábula, a moral do filme é simples — por mais adversidades que tenhamos, física e socialmente, podemos sempre contra-atacá-las com persistência. É este lema e o humor convincente que caracterizam o guião de "A Turma da Noite". 

"A Turma da Noite" veio para animar! Com um guião despretensioso e satírico, é uma escolha viável para a tua noite.


Sinopse | CONHECE ESTA TURMA CARICATA

De forma a tirar o curso de equivalência ao secundário, Teddy Walker inscreve-se no ensino nocturno para adultos no liceu onde, há várias décadas, tinha iniciado os estudos. Ali vai conhecer uma série de colegas que, tal como ele, desejam mudar o rumo das suas vidas. Mas o desafio transforma-se em algo bastante mais complexo do que ele estava à espera, muito devido às exigências de uma professora absolutamente determinada a fazê-los sair dali graduados.

Trailer | ENTRA NO HUMOR DE A TURMA DA NOITE


Avaliamos — 3,7/5,0 estrelas

A Turma da Noite Crítica

VÊ TAMBÉM


Homem-Formiga e a Vespa | Crítica Marvel

Homem-Formiga e a Vespa | Crítica Marvel

O Espião Que Me Tramou | Análise do filme

O Espião Que Me Tramou | Análise do filme


terça-feira, 25 de setembro de 2018

O Predador | Análise da sequela (2018)

Título: O Predador (The Predator)
Realizador: Shane Black
Estreia: 13 de setembro de 2018
Idade que Recomendamos: +12 (cenas sangrentas)
Género: Ação, Drama e Ficção Científica
Duração: 107 minutos

Mais ação que Sci-Fi, "O Predador" brilha em efeitos especiais. Cativa, embora não tenha história (quase) nenhuma. Estás pronto para a caçada?


"O Predador" é a sequela do icónico filme de 1987, "Predador". Com um toque de ciência contemporânea, tem pouco a acrescentar à saga.

Por um lado, deram uma nova razão para a visita dos 'predadores' à Terra. Também tornaram estes extraterrestres mais acessíveis e coerentes, aproximando-os das qualidades e limitações dos seres humanos ao mesmo tempo que os afastam da sua natureza enigmática.
Por outro lado, abordaram uma ciência fortemente aliada ao poder militar e, com isto, troçaram de ambas as áreas. Este trocadilho pode resultar em gargalhadas ou tédio, consoante as convicções do espectador.


O modo como os 'predadores' reagiram teve pouco a ver com o filme original, na medida em que se comportaram mais como humanos presunçosos do que como criaturas superiores de intelecto e perspicácia.

Embora introduzam as personagens, os primeiros trinta minutos aborrecem como se os guionistas tivessem dado tudo por tudo e, mesmo assim, falhassem em encontrar uma forma de apresentar o elenco de maneira envolvente. Felizmente, o filme depressa ganha um ritmo agradável, que se mantém até ao fim.
Continuando, o guião contém clichés, tanto a nível de protagonistas como de contexto (quando abordo o termo 'clichés' não me refiro a semelhanças com o filme anterior, mas antes a outros títulos atuais).

O Predador | Análise da sequela (2018)

Em torno do filme, domina uma teoria muito conhecida entre os profissionais da área, mas ainda pouco divulgada pela população — a ideia de que o autismo pode trazer benefícios à mente humana. O conceito tem boas intenções, embora seja importante referir que apenas uma pequena percentagem das pessoas diagnosticadas com autismo tem inteligência excecional. A maioria possui limitações a nível físico e mental.

Concluindo, "O Predador" não tem terror ou horror, mas uma dose considerável de drama e ação. Gostei dos cenários, principalmente das instalações científicas e da entrada e saída exclusiva do laboratório. Em termos de elenco, saliento o pequeno ator Jacob Tremblay, que representou a sua personagem com convicção.

Contextualizado em 2018, "O Predador" não é uma sequela lustrosa. Assemelha-se a um filme de ação com vestígios de terror e ficção científica.


Sinopse | CONHECE A SEQUELA DESTES CAÇADORES DO ESPAÇO

Os caçadores mais letais do universo estão mais fortes, mais inteligentes e mais mortais do que nunca, aperfeiçoados geneticamente com o DNA de outras espécies. Quando um rapaz acidentalmente desencadeia o seu regresso à Terra, apenas uma tripulação disfuncional de ex-soldados e um professor de ciências descontente pode impedir o fim da raça humana.

Sequela do filme de ficção científica de 1987, "Predador".

Trailer | ENTRA NA REALIDADE ESCALDANTE DE O PREDADOR


Avaliamos — 3,4/5,0 estrelas


VÊ TAMBÉM


Insidious: A Última Chave | Crítica ao terror

Insidious: A Última Chave | Crítica ao terror


The Nun — A Freira Maldita | Análise do terror

The Nun — A Freira Maldita | Análise do terror


domingo, 23 de setembro de 2018

Publicações da Semana 27

Além das críticas de cinema de humor e de terror, temos um passatempo especial para comemorar o nosso 2º aniversário. Afinal, já são dois anos de companhia!


Este blogue nasceu do desejo de partilhar o que mais adorava fazer — ler e escrever. Agora, Para Lá da Kapa já não é só uma vontade, e muito menos um sonho. É com alegria que faço um brinde ao blogue, a ti, a mim e à promessa de mais um ano. Carrega aqui para leres a mensagem de aniversário. Agradeço a companhia 😃

"The Nun — A Freira Maldita" é o filme de terror mais visto de sempre em Portugal. Teve, certamente, mais sucesso do que devia. Se és um dos veteranos desta área tenebrosa não deves apanhar muitos sustos; principalmente por o guião remontar aos clássicos. Lê a crítica completa AQUI.


sábado, 22 de setembro de 2018

Passatempo de Aniversário | O Diário da Pandemia

Para a data mais especial, trago-te um passatempo pessoal. Afinal, é o nosso 2º aniversário!



Para concorreres, basta:

Funciona como uma entrada extra:


O passatempo termina às 23H59 dia 28 de setembro e é válido para residentes em Portugal.
Boa Sorte😉!


Sinopse | CONHCE O DIÁRIO DA PANDEMIA

Um surto duma doença infeciosa surge em Atlanta e nas raízes do Brasil. Inicialmente diagnosticada como sarampo, a doença rapidamente vitimiza centenas sem, contudo, ficar por aí... no decorrer de duas semanas, as mortes alcançam os milhares, cidades são postas em quarentena e o caos propaga-se. 

Assistimos a um vasto leque de indivíduos que tentam sobreviver, enquanto a epidemia se torna numa severa pandemia. com a preocupação crescente de conter esta desgraça, países fecham fronteiras, encerram aeroportos e condenam cidades, até mesmo povoações, em prol da sobrevivência, numa corrida contra o tempo para desenvolver a cura ou, pelo menos, algo que combata este medo tenebroso gerado por seres microscópicos devastadores.

VÊ TAMBÉM


Morte na Arena, de Pedro Garcia Rosado | Resenha Literária

Morte na Arena, de Pedro Garcia Rosado | Resenha Literária


The Nun — A Freira Maldita | Análise do terror

The Nun — A Freira Maldita | Análise do terror


Aniversário do Blogue | Fazemos 2 anos!

Há precisamente 2 anos, este blogue era um único texto, sem logótipo ou sonhos. Esse texto, que intitulei de "O Primeiro", exprimia somente a vontade de escrever e partilhar convosco o que mais adorava fazer — ler e escrever. Na altura, nem me passava pela cabeça escrever com tanta regularidade; nem abordar o cinema (que agora tanto estimo); ou comentar, argumentar e trocar opiniões convosco acerca dos assuntos mais cativantes.

Para Lá da Kapa já não é só uma vontade, e muito menos um sonho. Assim, é com alegria que faço um brinde ao blogue, a ti, a mim e à promessa de mais um ano!


O Espião Que Me Tramou | Análise do filme

Título: O Espião Que Me Tramou (The Spy Who Dumped Me)
Realizador: Susanna Fogel
Estreia: 30 de agosto de 2018
Idade que Recomendamos: +10 (terminologia)
Género: Comédia, Ação e Drama
Duração: 117 minutos

Diferente do esperado, "O Espião Que Me Tramou" conquista facilmente lugar entre as piores comédias do ano.


Mila KunisKate McKinnon são amplamente conhecidas pelo seu humor animado. É claro que o mérito nunca é exclusivo das atrizes, mas também do conjunto de profissionais que designam o guião, cenários, guarda-roupa, etc. Em "O Espião Que Me Tramou" conseguiram duas das atrizes mais cómicas,  uma dezena de bons cenários e um guarda-roupa considerável, no entanto, esqueceram-se do guião.

Com uma centena de gracejos que nem podem ser considerados piadas secas, a monotonia do filme dura duas horas. Para além da história repetitiva e pouco consistente típica das comédias, esta apenas dá para um par de gargalhadas. Tinha expectativa da Mila e da Kate, que fizeram filmes humorísticos com alguma classe no passado, como "Mães à Solta" e "Caça-Fantasmas". Elas deram o seu melhor, mas o guião não tinha ponta por que se lhe pegasse.

O Espião Que Me Tramou

Já é usual eu discordar com a classificação do público da IMDb e hoje volto a fazê-lo. "O Espião Que Me Tramou" é um filme sem conteúdo, humor e originalidade. Se fosse a avaliar o guião, daria um redondo zero. Somando o empenho do elenco, os cenários notáveis, a banda-sonora e o guarda-roupa agradáveis, subo a classificação, mas nunca para algo próximo de 5 em 10, sequer.

Desconhecia a realizadora e guionista Susanna Fogel e fiquei com a pior das impressões da profissional. Tinham tudo para fazer um bom filme, menos ela.

Ao longo das suas 2 horas, "O Espião Que Me Tramou" sufoca o espectador, que aguarda, expectante, o humor prometido.


Sinopse | CONHECE ESTE DUETO DE BOM HUMOR

Audrey e Morgan são duas grandes amigas que vivem em Los Angeles. Inesperadamente, vêem-se envolvidas em algo inesperado. O ex-namorado de Audrey, um espião da CIA, leva uma equipa de assassinos para o apartamento das amigas. Quase à força, Audrey e Morgan juntam-se a uma perigosa missão, percorrendo a Europa e fazendo o inimaginável para sobreviverem.

Trailer | O ESPIÃO QUE ME TRAMOU


Avaliamos — 1,6/5,0 estrelas

O Espião Que Me Tramou | Análise do filme

VÊ TAMBÉM


Hotel Transylvania 3: Umas Férias Monstruosas | Crítica

Hotel Transylvania 3: Umas Férias Monstruosas | Crítica


Engraçado e animado, o "Hotel Transylvania 3" ultrapassa a passos largos o seu adversário no cinema, "The Incredibles 2". É o filme ideal para as famílias.

Homem-Formiga e a Vespa | Crítica Marvel

Homem-Formiga e a Vespa | Crítica Marvel

terça-feira, 18 de setembro de 2018

The Nun — A Freira Maldita supera o seu próprio recorde!

No segundo fim de semana após a estreia, "The Nun" conquista novo recorde com o apoio de centenas de milhares de portugueses.


"The Nun" acaba de estabelecer um novo recorde, acumulando 250 mil espectadores em território português. As receitas brutas superam os 1,4 milhões de euros. E continua a somar… 

O novo capítulo do universo "The Conjuring" foi pelo segundo fim-de-semana consecutivo a principal escolha dos portugueses nas salas de cinema e já superou os números de "IT: A Coisa", que ocupava a liderança de distribuição de filmes de terror com 223.901 espectadores e 1,2 milhões de euros em receitas brutas. 

A nível internacional, "The Nun" já superou os 175 milhões de euros, recorde que eleva as receitas da saga para cerca de 1,2 mil milhões de euros.


O filme aterrorizante "The Nun – A Freira Maldita" mergulha na origem assombrosa da freira demoníaca Valak, que fez a sua primeira aparição em "The Conjuring 2 – A Evocação". O filme é produzido por James Wan (realizador dos dois filmes "The Conjuring – A Evocação" e o muito aguardado "Aquaman") e Peter Safran. (Franchise “The Conjuring”).

Conhece a nossa análise do filme "The Nun" AQUI.

Sinopse oficial | CONHECE THE NUN

Quando uma jovem freira enclausurada numa abadia na Roménia se suicida, um sacerdote com um passado assombrado e uma noviça no limiar dos seus votos finais, são enviados pelo Vaticano para investigar este acontecimento. Juntos descobrem o segredo profano da Ordem, arriscando não só as suas vidas mas também as suas próprias almas e fé. Confrontam ainda uma força maléfica na forma de freira demoníaca – a mesma que aterrorizou os espetadores em “The Conjuring 2 – A Evocação” - enquanto a abadia se transforma num terrível campo de batalha entre os vivos e os condenados às trevas.

VÊ TAMBÉM 

The Nun — A Freira Maldita | Análise do terror
Siren | Análise do primeiro episódio

Siren | Análise do primeiro episódio


segunda-feira, 17 de setembro de 2018

The Nun — A Freira Maldita | Análise do terror


Título: The Nun — A Freira Maldita
Realizador: Corin Hardy
Estreia: 06 de setembro de 2018
Idade que Recomendamos: +14 (terror)
Género: Terror, Drama e Suspense
Duração: 97 minutos

Pobre em sustos eficazes, "The Nun" assemelha-se a um clássico de terror insosso. Teve, certamente, mais sucesso do que devia.


Antes de mais, admito que não assisti com atenção a nenhum dos "The Conjuring" que sucedem cronologicamente "The Nun". Embora tenha visto o filme na companhia de alguém conhecedor dos anteriores, avaliarei o filme com esta lacuna.

Foi com surpresa que recebi a notícia de "The Nun" superar as expectativas, na medida em que se tornou a maior estreia de sempre de um filme de terror em Portugal. Só durante a primeira semana de exibição, teve mais de 150 mil espectadores (com uma receita bruta de cerca de 920 mil euros). Se por acaso tivesse dúvidas deste novo recorde, fiquei esclarecido quando entrei na sala de cinema (durante a segunda semana de exibição) e encontrei apenas as filas da frente desocupadas.

Numa primeira análise, "A Freira Maldita" aposta em intensos efeitos visuais, mistério e um estranho humor doentio. Existem vários momentos para pensares "é desta que vou saltar de susto!". Infelizmente, a sua maioria resulta numa ação demasiado esperável e intuitiva. 

Deus Termina Aqui

A história é invulgarmente coerente, fantasiando com convicção o espiritualismo obscuro que invade o mundo. Faltam alguns pontos nos is, mas nada que não seja espectável de um filme como este. Apesar de muitas cenas óbvias e vulgares, há momentos de raciocínio e dúvida, tais como:

 "Onde estão os outros? Isto é real? Porque escolheram uma noviça para acompanhar o padre... porquê?" 

A Freira Maldita
A Freira Maldita

O elenco esteve bem, particularmente a protagonista freire Irene, representada pela atriz Taissa Farmiga. Taissa é conhecida pelo seu papel na série "American Horror Story". Embora ainda não a conhecesse, apreciei a sua destreza e dedicação para com a personagem. Mais que todos, Taissa viveu o filme.

Por fim, faltam referir os cenários, o guarda-roupa e a banda sonora. Em relação a esta última, não tenho nada a salientar. Os cenários, por outro lado, considero dignos de nota — em torno da abadia reina um tema natural, sinistro e apelativo; enquanto que a abadia respira o ambiente gótico e soturno ideal para o terror. O guarda-roupa não podia ser mais simples, com as típicas vestes religiosas.

Escolho sessões de cinema em horários de pouca procura, para sentir ainda mais o terror. Infelizmente, o filme tem sido tão assistido que não me foi possível fazê-lo. Se também tens este hábito, aconselho-te a aguardares uma a duas semanas. Afinal, a Freira Maldita já tem milénios e espera facilmente uma quinzena por ti 😉.


Basicamente um cliché de terror, "The Nun" distingue-se pelas relações diretas com "The Conjuring" e pela sua história coesa.


Sinopse | CONHECE A HISTÓRIA POR DETRÁS DE THE CONJURING

Quando uma jovem freira enclausurada numa abadia na Roménia se suicida, um sacerdote com um passado assombrado e uma noviça no limiar dos seus votos finais, são enviados pelo Vaticano para investigar este acontecimento. Juntos descobrem o segredo profano da Ordem, arriscando não só as suas vidas mas também as suas próprias almas e fé. Confrontam ainda uma força maléfica na forma de freira demoníaca – a mesma que aterrorizou os espectadores em “The Conjuring 2 – A Evocação” - enquanto a abadia se transforma num terrível campo de batalha entre os vivos e os condenados às trevas.

Trailer | ENTRA NO TERROR DE THE NUN


Avaliamos — 3,3/5,0 estrelas


domingo, 16 de setembro de 2018

Publicações da Semana 26

Um semana especialmente dedicada à Comic Con e às aventuras literárias. Abordamos algumas das criaturas mais tenebrosas, como os Gremlins e as sereias da nova série Syfy.


Lembras-te dos Gremlins, diabretes verdes que fazem maquiavelices e se multiplicam com a água? Após 3 décadas, conheci o livro baseado no filme e, se este último já é icónico, o livro é sensacional. Para além da resenha literária, podes encontrar todas as informações da nova sequela dos Gremlins aqui.

"Siren" ("Sereia") é uma das séries mais esperadas de setembro. Estreará dia 25 no canal Syfy, e eu assisti à sua antevisão. Com o mínimo de spoilers, descobre o que podes esperar destas criaturas mitológicas aqui. Infelizmente, acredito não ser muito...

Siren e Gremlins
1 — "Siren";  2 — "Gremlins"

MAIS PUBLICAÇÕES DA SEMANA


Quantas pessoas visitaram a Comic Con PT, na 1ª edição em Oeiras?

Quantas pessoas visitaram a Comic Con PT, na 1ª edição em Oeiras?


Medo, o relato de Trump na Casa Branca, chega este novembro

Medo, o relato de Trump na Casa Branca, chega este novembro


Morte na Arena, de Pedro Garcia Rosado | Resenha Literária

Morte na Arena, de Pedro Garcia Rosado | Resenha Literária


sábado, 15 de setembro de 2018

Gremlins, de George Gipe | Resenha Literária


Gremlins
Título: Gremlins
Autor: George Gipe (baseado no argumento de Chris Columbus)
Lançamento: 1984 (46ª edição)


"Gremlins" remonta a um filme icónico dos anos 80. É uma leitura leve e divertida, contudo, também é sangrenta. Lembras-te das 3 regras?


Mais que uma obra literária, "Gremlins" é mundialmente conhecido pelo filme homónimo de 1984. Sou um dos cinéfilos que carrega Gizmo (a simpática criatura da imagem abaixo) ao peito e, com um filme tão famoso, temia que a sua versão literária ficasse aquém das expectativas. Foi com surpresa que descobri quão errado estava — "Gremlins" é um romance extremamente simples e de fácil leitura, características fascinantes se considerarmos a ousadia da sua ficção.

A leitura é de tal modo fluída que me encontrei a refletir se, afinal, não valerá a pena optar por livros com traduções mais antigas. Até nos recentes livros 'jovem adulto', conhecidos pela sua escrita pessoal e direta, não costumo encontrar leituras tão transparentes e genuínas. Uma das melhores características da língua inglesa é a simplicidade de vocabulário, construção frásica e leitura. Neste ponto, a língua portuguesa é praticamente o oposto, fazendo a tradução de e para o português uma tarefa ao nível dos melhores profissionais. Em "Gremlins", a tradutora Maria Fernandes fez um trabalho primoroso, disponibilizando uma obra digna de ser conservada.

Gizmo
Gizmo

Esclareço desde já que, embora siga simbolicamente o guião do filme original, o livro "Gremlins" é mais profundo, obscuro e sinistro. Paralelamente, fornece uma explicação fora da caixa e divertida sobre o sonho que resultou nos gremlins e do porquê de Gizmo ser especial. Capítulo a capítulo, o escritor relembra a maravilhosa cidade de Kingstom Falls (também apresentada no filme).

Abordando personagens singulares, testemunhei angustiado e com horror as diabruras sangrentas que os gremlins desempenharam na povoação. Congratulo o escritor por ter conseguido apresentar uma dúzia de personagens cativantes e diferentes — a Sra. Deaggle é uma velha impossível, enquanto Billy é um banqueiro gentil, e Pete um rapaz no pico da adolescência. Como são todos diferentes, nutri sentimentos únicos por cada um. Por exemplo (pequeno spoiler), não detestei completamente quando os Gremlins invadiram a casa da Sra. Deaggle (fim de spoiler).

Gremlin e Gizmo
Segue as regras ou... FOGE!

Entretanto, se quiseres cuidar de Gizmo e dos seus irmãos mogwai (o nome da sua espécie), tens de seguir à letra 3 simples recomendações. Recordas-te quais?
  1. Não os expor à Luz;
  2. Não os molhar;
  3. Acima de tudo, por mais que gritassem, por mais que implorassem, nunca, mas nunca lhes dar comida depois da meia-noite...


Haverá mais um filme de "Gremlins"?


Enfim, com o guião concebido por Chris Columbus (o realizador dos 2 primeiros filmes do Harry Potter), o filme bem-sucedido de Steven Spielberg, e o livro adaptado por George Gipe (também escritor de "Regresso ao Futuro I"), Gizmo não será esquecido. Para além disto, em 1990 saiu a sequela, "Gremlins 2: A Nova Turma" e  o terceiro filme já se encontra em desenvolvimento. De facto, não só os Gremlins estarão de volta, como o argumentista que lhes deu forma, Chris Columbus, também! Num comunicado, Chris abordou o tema:

"Estou muito orgulhosa do guião para o novo filme. É incomparavelmente retorcido e obscuro, e estou curioso para ver como corre. Entramos agora numa conversa sobre orçamentos antes de começarmos a filmar. Eu tenciono voltar para a sensibilidade distorcida do primeiro filme (e não para o humor do segundo)."

Quando questionado sobre se Gizmo sobreviveria a esta sequela, Chris respondeu sem papas na língua:

"Penso que provavelmente é um bom princípio ser honesto convosco — muitas personagens irão morrer."

"Gremlins" é uma obra dos 8 aos 80. Tanto conquista as crianças, como diverte e relembra os adultos do nosso amigo Gizmo. Ele voltará!


P.S. — esta é a obra baseada no primeiro filme. No entanto, ainda há a original (que remonta a 1942) que serviu de prequela e inspiração. Atualmente, a Disney comprou os seus direitos para realizar uma versão animada.

Sinopse | Descobre o mundo dos Gremlins

O pai de Billy queria, nesse Natal, dar-lhe um presente fora do vulgar. Então. entrou na loja de curiosidades do velho chinês e saiu de lá com uma caixa que continha um estranho animal.
E foi aí que o terror começou....

Trailer do filme | RELEMBRA O HORROR


Avalio — 4,7/5,0 estrelas

Gremlins | Resenha Literária

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Quantas pessoas visitaram a Comic Con PT, na 1ª edição em Oeiras?


Não foram poucas as pessoas que se opuseram à mudança de localização da Comic Con Portugal. Por isto e não só, o número de visitantes foi surpreendente.


A quinta edição da Comic Con portuguesa foi a primeira a dar-se fora da cidade do Porto, nomeadamente no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras. Quando se soube da alteração da localização do evento, temeu-se que as celebridades presentes não chegassem para superar a discórdia. 
Mesmo assim, a Comic Con deu-se de 6 a 9 de setembro e contou com um aumento de 10% de visitantes. Este número surpreende por si só, embora seja mais notório comparar os cerca de 98.000 visitantes de 2017 com os 108.897 deste ano.

Enquanto participava numa das atrações da Comic Con Portugal

O Diretor Geral do evento Comic Con Portugal, Paulo Rocha, comentou o sucesso do evento e relembrou as razões que levaram à mudança da sua localização:

A mudança para Oeiras permitiu-nos alcançar um dos nossos objetivos, que era que cada área pudesse ter o seu próprio espaço. Penso que conseguimos atingir essa meta. O feedback que temos tido dos visitantes é bastante positivo, superou as nossas melhores expectativas e agora vamos começar a trabalhar para que a 6ª edição seja ainda mais épica. Continuámos a apostar em conteúdos geracionais e foi fantástico ver a resposta positiva por parte dos visitantes e das marcas.
Comic Con 2018

Para quem não está familiarizado, a Comic Con Portugal é responsável pelo maior evento de Cultura Pop em solo português, que aborda uma grande variedade de temas, nomeadamente Cinema & TV, Banda Desenhada & Literatura, Gaming, Pop Asia & Área Comercial, Mundo do Cosplay, New Media, Música, CCPT Experience e Comic-Con Kids.
A quinta edição do evento contou com 242 convidados, 100.000 metros quadrados de área e mais de 240 atrações.

VÊ TAMBÉM


Homem-Formiga e a Vespa | Crítica Marvel

Homem-Formiga e a Vespa | Crítica Marvel


Siren | Análise do primeiro episódio

Siren | Análise do primeiro episódio